Tuesday, August 29, 2006

The Kop





São quatro da manhã e venho arrepiado. Não vou conseguir dormir, tenho de vir escrever. Acabei de ver o documentário "The Story of The Kop", que comprei por 50 pences numa feira de domingo, onde se vendia por preços ridículos coisas que as pessoas já não queriam. Saíu-me a sorte grande.

O The Kop recebe o nome devido à batalha de Spion Kop (vejam a foto do post antes deste), na África do Sul, onde morre todo um regimento de habitantes de Liverpool. O clube presta-lhes a homenagem e em 1906 nasce essa bancada onde toda a gente está em pé. E a cantar.

Desde as canções dos Beatles (e ver a bancada toda a cantar she loves you, yeah, yeah, yeah... é mais que arrepiante) à lendária You`ll Never Walk Alone, passando por jogos míticos (como a reviravolta de 0-2 para 3-2 contra os eternos rivais do Everton em 1970. O terceiro golo é capaz de ser um dos grandes responsáveis por eu ter que escrever isto tão tarde e a más horas: o público canta Liverpool! Liverpool! para a bancada calada visitante. Os braços no ar e as bandeiras e estamos em 1970. A bancada ferve em fé. Depois, abafando a voz do comentador, começamos a ouvir aquele walk on! walk on! longo e cantado lá do fundo. Não há berros desafinados na canção, não há ninguém a trocar-se. A bancada entra em êxtase. E no and you`ll never walk...há a paragem de respiração. A bola na área e o público em bicos de pés. 3-2. E vindo de há 36 anos atrás, um imenso YEEEEEEEEEEEESSSSSSSSSSSSS!!! entrou na sala, arrepiou-me e lembrou-me porque é que este jogo é mágico, mágico, mágico...)


O documentário conta verdadeiros contos de fadas. Como o do jogador do Norwich que admite a um do Liverpool que odeia lá ir. Do pedido de apoio de Paisley que faz com que um péssimo início de campeonato acabe com o mesmo no bolso, até ao 3-2 em casa ao Saint Ettiéne, que dá a passagem à meia final da Taça dos Campeões Europeus com uma descrição maravilhosa do 3º golo, segundo um adepto que estava no The Kop. O grande final, o último jogo do The Kop, em 1994, é uma delícia imprescendível para quem vive o mundo das bancadas. Desde as velhas glórias com o cachecol aberto a cantar o YNWA(que haviam sido Kopites, como Johnson, que dizia saber tão exactamente onde estava o seu irmão no The Kop, que lhe acenava quando entrava em campo) ao agradecimento final From all the players: thank you, we will never walk alone.

50 pences por um vídeo histórico. Vemos pessoas na bancada vazia a contarem as suas histórias, a falarem do seu sítio na bancada (e todos nós sabemos que isso é tão único como o sítio onde se começa a namorar, o sítio onde nos sentávamos na primária..) e das suas memórias. Naquele último jogo, olha-se para os olhos das pessoas e vê-se que se tentava absorver tudo e festejar a imensa festa daquela bancada onde o sentido de humor e a lealdade imperavam.

Acho que há sítios que não podiam ir abaixo. Há coisas que estão acima das regras (e o The Kop sucumbe face a regras de segurança, mas nem isso me faz recuar). Há homens e mulheres a quem se deve tanto que se permitem todas as asneiras, há dias que são tão especiais que não há nada que os estrague and so on nos lugares comuns.

O que me apetece dizer - mas não encontro palavras que não façam isto parecer uma lamechice pegada - é que sítios como o The Kop, onde a proximidade física torna o mar de cachecóis mais impressionante, fazem-me sentir que faço mesmo parte de alguma coisa superior por fazer parte da tribo da bola. Irrita-me o lado religioso disto, mas é isso mesmo que sinto. O The Kop fez-me sentir que também eu, na minha loucura pelo jogo, nunca caminharei sozinho.

Walk on.

12 Comments:

Blogger Pedro said...

E uma cópia desse video não se arranja?
:):)

12:35 AM  
Blogger GR1904 said...

A bancada do Kop é centenária, foi precisamente há 100 anos que esse lugar de Anfield Road foi chamado de Spion Kop. Em 1906. Entre outras coisas na história do Kop, há uma que tem um significado especial para qualquer kopite dos anos 70/80 e que tem a ver com a transformação da bancada em lugares todos sentados. O último jogo do Kop na sua versão original (tudo de pé numa bancada) foi em Maio de 1994 e, no final, ninguém quis saír da bancada. A polícia, ciente deste momento e da importância e significado que tinha para os supporters, deixou-os ficar no Kop a cantar com o resto do estádio já vazio. Um pormenor engraçado é que o Benfica vai jogar a Glasgow, contra o Celtic, cujos adeptos também adoptaram o YNWA como hino do clube. Há quem diga que foram os escoceses a torná-lo hino do clube, primeiro que os liverdpulians e há quem diga o contrário, que foram os supporters do Kop. Mas o que interessa é mesmo é que o Benfica vá ao Celtic Park e saia de lá com uma vitória como saíu de Anfield...

2:50 AM  
Blogger Bakero said...

Um dia também hei-de ir ver o Kop ao vivo. É um dos objectivos da minha vida! Mesmo a milhares de quilómetros, e só vendo pela televisão ou lendo na net ou em livros, sente-se que é um lugar mágico, se calhar como não existe em mais estádio nenhum ou bancada nenhuma...

Ps: No youtube está um video do Kop a cantar o "She loves you": http://www.youtube.com/watch?v=3v3zbqX_Z_s será um excerto desse documentário que possuis?

6:37 AM  
Blogger SL Benfica Ultra said...

Esse video é um excerto do documentário =) É lindo, não é?

O nosso GR1904 é que é o scouser cá do burgo ;)

Abraços

7:28 AM  
Blogger Bakero said...

É fantástico! A maneira como eles cantam, como andam de um lado para o outro...até as caras deles, vê-se que estão divertidos, aquele divertimento quase infantil. E os comentários do apresentador dizem tudo...e adoro como ele se cala, meio assustado, conforme o Kop começa a cantar na parte final. Muito bom...

8:59 AM  
Blogger GR1904 said...

Não tenho culpa de ter sofrido grande influência do Liverpool qd era puto. Também não deve ser por acaso que o segundo caxe que tive na mha vida, foi do Liverpool que ainda guardo religiosamente. SL Benfica Ultra, só te digo que o gajo que te vendeu esse filme não merece estar vivo. Mesmo que seja do Everton! É que neste caso, os rivais dos reds têm muito a aprender com eles. E quando te quiseres lembrar do futebol como ele era há não muito tempo, tens aí um grande escape. YNWA.

9:38 AM  
Blogger Pedro said...

Vejam este!!!

http://www.youtube.com/watch?v=uCbzAFl6KaU

10:06 AM  
Anonymous Anonymous said...

http://rapidshare.de/files/27512745/The_story_of_the_KOP.part1.rar.html
http://rapidshare.de/files/27516485/The_story_of_the_KOP.part2.rar.html
http://rapidshare.de/files/27520487/The_story_of_the_KOP.part3.rar.html
http://rapidshare.de/files/27525069/The_story_of_the_KOP.part4.rar.html
http://rapidshare.de/files/27530948/The_story_of_the_KOP.part5.rar.html
http://rapidshare.de/files/27538225/The_story_of_the_KOP.part6.rar.html
http://rapidshare.de/files/27545997/The_story_of_the_KOP.part7.rar.html
http://rapidshare.de/files/27548311/The_story_of_the_KOP.part8.rar.html

toca a sacar o Filme The kop =)

5:03 PM  
Anonymous Anonymous said...

http://rapidshare.de/files/27538225/The_story_of_the_KOP.part6.rar.html

5:03 PM  
Anonymous Anonymous said...

nao consigo desculpem

5:03 PM  
Blogger Bakero said...

Ó anonymous, muito obrigado. Já tive a ver o documentário e é verdadeiramente assombroso!

12:21 PM  
Blogger Zheng junxai5 said...

zhengjx20160512
oakley vault
ghd hair straighteners
ray ban sunglasses
cheap oakley sunglasses
coach outlet
michael kors outlet
toms outlet
coach outlet online
louis vuitton
burberry handbags
louis vuitton purses
coach outlet store online
true religion sale
coach factory outlet online
longchamp le pliage
oakley sunglasses
beats by dr dre
michael kors outlet
tiffany and co jewelry
michael kors bags
adidas outlet store
michael kors outlet
montblanc pens
coach outlet
adidas superstar shoes
jordan 3 retro
tory burch outlet
louis vuitton outlet
coach factory outlet online
nike air max 90
kate spade outlet
north face jackets
nike roshe one
ray ban eyeglasses
louis vuitton purses
rolex watches
louis vuitton outlet online
polo ralph lauren outlet
ray ban sunglasses uk
nike air max uk

8:47 PM  

Post a Comment

<< Home