Thursday, July 06, 2006

Mundialices III. A vida num só dia

Como por magia, viver a vida num só dia, acho que é mais ou menos isto que os Rádio Macau cantam. E no Mundial, a eliminar, assim é. Viver a vida em 90 minutos (mais prolongamento e penalties, se for preciso), sem interessar se a vida foi pecaminosa (como a dos franceses) ou não (como a dos espanhóis). A vida decide-se num só dia.
E há, naturalmente, maneiras diferentes de a viver. A maneira astuta da Itália de Pirlo, que a vive inteligentemente, construindo devagar aquilo que quer, a maneira nihilista do Brasil, que estava demasiado entediado para levar isto a sério. A maneira matreira de Portugal, capaz de ir buscar forças e engenhos onde não os há (chegar às meias finais com o Pauleta a ponta de lança é obra), o modo brioso dos alemães de Klinsmann, o tango argentino, e por aí adiante.
E nem interessa muito a maneira como se vive a vida num só dia, interessa é chegar vivo ao fim de mais um dia. E nisso, Portugal teve contra si o fado crónico e o azar de Zidane insistir em gozar com a reforma e ter decidido adiá-la até Berlim.
Há os que choram e os que riem, em 90 minutos ou na vida. E se para os de Zidane e para os do Calciocaos, a vida continua, aos restantes só lhes resta acender mais um cigarro e inventar mil ideais.

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

What a great site » » »

10:49 PM  

Post a Comment

<< Home