Wednesday, July 25, 2007

Simão

São três e um quarto da manhã, estou de férias e volto a este blog depois de uns tempos de ausência. E volto com a má notícia que os jornais a esta hora já me confirmam: Simão foi-se embora.
É uma má notícia, até pelos valores apresentados, mas sê-lo-ia independentemente dos mesmos. Saiu Simão Sabrosa, abono de família da equipa e símbolo máximo da saída da maldita crise dos 10 anos.
Eu devia agradecer-te. A esta hora, ainda me é fácil lembrar que os grandes festejos da minha vida no estádio foram por tua culpa: o segundo golo ao porto na final da Taça de 2004. O 3º golo aos lagartos no fantástico jogo da Taça. O penalty no Bessa. And so on. Mas sabes, Simão, apesar de racionalmente saber que te devo isto tudo - e que se não fosse "isto tudo" - a minha vida futebolística era uma merda muito maior do que eu já a sinto - não me consigo forçar a agradecer-te. Pela simples razão de nunca te ter sentido do Benfica. Foste o maior craque que eu vi com a camisola vermelha nos últimos anos - é pacífico. Mas nunca senti um dos meus, um dos nossos.
Porque havia sempre esta birrinha no início do ano. Porque havia sempre uma lesão quando a época já não dava nada. Mas, muito mais do que isso, porque nunca senti que pudesses chorar como eu, que pudesses sofrer como eu. Às vezes acho que o Luisão pode começar a chorar quando perdemos um derby, como eu quando era pequenino (e ainda hoje, que já sou grande, mas tenho que me esconder para ninguém ver). Sinto isso. Sinto que ele um dos nossos, um Benfiquista. E senti que o Miccoli estava a começar a ser. E que até o David Luiz, pela raiva com que joga, pela forma como nos quer agradecer por ter sido escolhido para jogar num clube tão grande, o virá a ser. Mas tu, Simão, nunca.
Era uma coisa tua e só tua, não era? Via-se nos teus olhos. Quando marcaste em Anfield e em Old Trafford, lia-se nos teus olhos que já lá te vias para o ano (e nem te importava se eram os Reds de um lado ou outro). Era uma coisa pessoal. Importava era que te aplaudíssemos e gritássemos o teu nome (sempre me esforcei por não o fazer contigo porque nunca me esqueci de onde vinhas), mas era-te indiferente se éramos nós - os do Benfica - ou outros a fazê-lo. Sempre te estiveste a cagar. Deste-nos muito, muitíssimo. Mas não o fizeste por nós, era por ti.
Podias ter sido um dos grandes, sabes? Um daqueles de quem falaríamos nas viagens para uma deslocação longínqua, um daqueles que íamos sempre aplaudir de pé quando entrasse outra vez na Luz. Tu não percebes a profundidade disto, pois não? Por exemplo, tu nas antas - ou no dragão, encolhias-te sempre quando eles te assobiavam. Porque - mais uma vez - era pessoal. E tu não gostavas que não batessem palmas, não era, Simãozinho? Se fosses um dos nossos (e podias ter sido, era fácil, caraças, era tão fácil) ias amar aqueles assobios. Ias perceber que só te assobiavam porque tinhas a nossa camisola. Mas não, eras tu, tu e tu. Nunca viste mais além do teu umbigo.
E agora vais-te embora. Assim, sem dizeres sequer um "Até já", a dares cabo de uma preparação da temporada, sem teres o mínimo de brio de quereres sair como campeão. Querias mesmo mudar de camisola, nem que fosse para uma feia, mas que tivesse mais gente que te pudesse bater palmas. É engraçado pensar na tua ida não como para o Atlético de Madrid, mas como para o Campeonato Espanhol. Porque para ti é isso, não é? É mais gente a ver. Ser capitão da equipa com mais sócios do Mundo não te chegava.
Deste-nos muito, Simão. Muito mais do que pensava quando te foram buscar. Podias ter voado alto, podias ter-te eternizado cá (acredita, neste clube, há quem saia de cá eterno sem jogar tanto como tu jogaste), mas preferiste vender-te.
Deste-nos tanto, tanto, tanto. Mas não chegou para me arrancares o "Obrigado". E o que é mais frustrante é que tu nem disso queres saber, meu cabrão.

19 Comments:

Blogger Joao said...

é bom ver este blog de novo no activo. eu partilho da tua pouca admiracao pelo Simao... nunca sera um dos nossos... mas hoje em diz quem sera?

www.eusebiomais10.blogspot.com

4:09 AM  
Blogger Velho Estilo said...

VATTENE!!!!!!!

4:15 AM  
Blogger Pulga said...

Muito bom ;)

5:18 AM  
Blogger Visconde de Alvalade said...

Subscrevo, de ponta a ponta, mas M.... Falta te um jogador nos que sentem a camisola... falta falta... Vários até, mas um em especial, e agora até é o capitão!!! :D

11:14 AM  
Blogger tuga_SLB said...

é bom voltar a ver que este blog voltou ao activo :) foi um longo periodo de espera.

Abraço

http://visaodeumlampiao.blogspot.com

11:29 AM  
Anonymous BENFICA FC said...

Partilhando o sentimento geral, diria que no mínimo um obrigado lhe é devido. Simão é apenas aquilo que os jogadores são hoje em dia e que, no fundo, sempre foram (hoje com mais oportunidades). Não me esqueço que o Hugo Leal era apontado como sendo o contrário do Simão que descreves e ta,bém foi para o Atlético de Madrid.
http://benfica-fc.com/slbenfica/

3:32 AM  
Blogger Ginha said...

mais valia não teres voltado!!!
acabaste de ser de uma injustiça tremenda!!!

sei que cada um é livre de pensar á sua maneira, mas mesmo assim custa-me ler o que acabei de ler...

5:57 AM  
Blogger Visconde de Alvalade said...

Injustiça ? É um facto que o Simão trocou o Benfica apenas e só por dinheiro . . .

6:33 AM  
Blogger RuiCosta_10 said...

Finalmente de volta, mas deixa-me que te diga, dos piores posts teus que já li.

No mínimo, um obrigado, e nunca um insulto.

De minha parte tem um ENORME obrigado.

9:08 AM  
Blogger M. said...

Espero não estar a ser mal interpretado. Concordamos todos que o Simão era essencial.
Espero que concordemos todos também que o Simão teve tudo, tudo para passar a símbolo máximo e não o fez por causa destes "forcings" para sair.
Eu, como romântico que sou, não perdoo estas faltas.

10:11 AM  
Anonymous rikardo said...

apesar de ser sportinguista gosto de ler o que escreves , este post está espectacular parabens ;)

10:22 AM  
Blogger slbcarlitos said...

Excelente post.
Partilho inteiramente a tua opinião. Embora não tenha problemas em lhe agradecer, pois deu-me muitas alegrias. Mas não era um dos nossos... nunca o senti...

2:28 PM  
Blogger José said...

Caro M.
Quando soube da saída do Simão, recordei num segundo todas as alegrias que ele me deu de águia ao peito, nesse segundo que parecia uma eternidade, uma lágrima teimava em cair... só consegui dizer baixinho umas palavras: que vá prá puta que o pariu...
Já somos dois.

4:38 PM  
Blogger Ginha said...

mas forcing para sair???
este Homem teve dentro de um avião para seguir para Liverpool e saiu por depois de um vaipe de LFV...e nunca amuou!!!Sempre jogou ao mais alto nivel depois disso!!!

Aliás, este Homem deu uma lição a merdas como o Miguel e como o Tiago...que sairem pelos fundos!!!

E sobre os golos que dizes que marcou apenas a pensar nele, deixa me recordar te que uma das imagens que vou reter para sempre é a do golo em Old Trafford, em que nos festejos ele lidera toda uma equipa para ir festejar junto aos seus adeptos!!!

Pode não ser um dos teus...ou dos vossos...mas é e será sempre um dos NNossos!!!

E espero que tenhas visto, e não apenas lido, as declarações dele, esta tarde em pleno Vicente Calderon...um Homem, sem os sentimentos que dizes que ele não tem, não se teria emocionado como ele se emocionou ao falar do Benfica, e não me recordo de algum jogador qu teha saído e que tenh regressado apenas para dar uma conferencia para se despedir dos adeptos!!!e é isso que o Simão vai fazer....

4:46 PM  
Blogger Visconde de Alvalade said...

Oh Ginha, nao foi a um amigo teu que ele reconheceu que ia para um clube onde nao ganharia nada e afundaria a sua carreira desportiva, admitindo que apenas ia por... dinheiro. Mas a um amigo meu admitiu...
E não me digam que ele vai pra lá ganhar 80 000 por mes e isto e aquilo, porque eu lembro-me é que EU ajudava a pagar os 40 000 que ele recebia por mês...
Quanto às declarações dele em Madrid, é apenas conversa de circunstancia... Basta recordar isto: http://luminescencias.blogspot.com/uploaded_images/Simao-Sabrosa_slb_20060328-706928.jpg

5:38 PM  
Blogger Ginha said...

vocês mereciam era mamar com Tiagos e Migueis....e porque não com o regresso de Maniche e de Paulo Sousa para a estrutura directiva...isso sim era o que vcs mereciam...

e o Manel Fernandes já é herói não é???saiu com birras e voltou porque ninguém lhe pegou!!!mas esse já é bom!!!!

Não abram a pestana não..a ti M. apenas te digo...por mais pensarem como tu na tua bancada, é que aquilo cada vez mete menos gente!!!

4:36 AM  
Anonymous red rocket said...

Já não passava cá há muito, ainda bem que tavas de férias hehe!! Qto ao Simão, entendo perfeitamente o que dizes e já nem penso nisso, mas qdo foi o Rui Costa, por exemplo, já não foi nada fácil ;) é a tal diferença de ser um dos nossos!! No entanto o rapaz, depois de 6 anos com aquela camisola, é capaz de ter aberto os olhos um pouco mais... sabes que eu sou do Norte e faz-me mta mais confusão os das riscas verticais do que os das horizontais...

9:57 AM  
Anonymous Falsos Lentos said...

Simão foi sem dúvida um dos nossos melhores jogadores de sempre. Só pela raiva com que marcava os golos aos lagartoes, só por isso, já é um dos nossos. Post infeliz, em minha opinião...

3:59 PM  
Blogger Ricardo said...

É que concordo tanto, tanto, tanto com o que escreveste M. que irrita! Totalmente de acordo. Simão é um grande jogador, mas é um mercenário. Vamos sentir a falta dele em campo, não haja dúvidas, mas o Benfica seguirá sempre. Bem ou mal, seguirá. E ter jogadores insatisfeitos não me parece boa política.

De qualquer forma, prevejo para o Simão um ano pouco vistoso. Trocou a Champions pela Uefa. Ele é que sabe. O Atlético de Madrid é um clube enterra-jogadores. Só mesmo por ser o campeonato espanhol é que se entende a opção do Simão. E... dinheirinho. À imortalidade e devoção dos fãs de um clube épico e actual (nós é que estamos na champions, não é?) preferiu ser mais um na constelação de estrelas que desaparecem num clube médio do campeonato espanhol. Muito bem. Sorte para ele. Mas vejo a época do Simão como um degrau abaixo do que tinha. Vejamos no fim.

2:47 PM  

Post a Comment

<< Home