Thursday, November 02, 2006

Benfica - Celtic: Estado terminal

Chego a casa e pergunta-me: "Quanto ficou?"
"Ganhámos três zero." - e deito-me no sofá como se não tivesse nada a ver com a pergunta. Mudo os canais da televisão sem procurar os golos.
"Mas jogaram bem? E o Manchester?"
"Não jogámos nada de especial. Perderam 1-0, está tudo em aberto para nós."
"Isso é bom, não é?"
"Yup." - e levanto-me para procurar um CD para a ouvir.
Não, não estava particularmente chateado. Nem me aconteceu nada extra-futebol que justificasse tanta placidez. Acontece que, como a pessoa com quem tive este diálogo me disse, eu sou um toxicodependente em fase terminal.
O Benfica, avidamente consumido por mim, precisa de impossíveis para me fazer disparar de alegria. Como uma droga da qual abusámos e que já não dá prazer. Para mim, que sou um crítico apertado, o Benfica nunca joga bem, o Nuno Gomes nunca será bom - mesmo com dois golos no Dragão - e torna-se claro que só velhas guardas italianas se podem sentar no banco. Tudo o resto é sempre insuficiente, mau e não chega. O Benfica só me faz sorrir quando vence um rival ou quando é perfeito a toda a linha. Tudo o resto não é mais que a obrigação do Benfica. Sou como um pai detestável, que mesmo que o filho tire 19,8 pergunta para onde foram as outras duas décimas.
Não é que isto me dê menos prazer, nada disso. É a incapacidade orgânica de sentir prazer. Com a insuportável certeza que, além disso, não posso deixar isto. Como um drogado que ressaca e que só quer a droga por alívio.
A nós, os drogados, resta-nos o sofrimento. O Benfica, concluí ontem, é isso. É um sofrer constante, todos os fins de semana e noites europeias. Como um filho que dá problemas em casa.
Quando o Benfica marcou o 2º ao Celtic, senti-me imediatamente aliviado (porque apesar de 2-0 aos 20 minutos não garantir obrigatoriamente a vitória, conheço tudo do Benfica e o suficiente do Celtic para saber que esta já não foge) e com a sensação de missão cumprida. Já cá vim sofrer e a minha angústia já vai ser aliviada. Foi como comprar mais uma dose e aperceber-me que era um bom produto.
Sou um condenado. Resta-me continuar este sofrimento constante até uma alegria a sério, daquelas que só ocorrem poucas vezes por ano. Mas entretanto, não há como fugir. Este fim de semana há mais.
"Mas não devias estar contente, aos saltos?"
"Sim. E não percebo porque é que não estou."


"Choose life. Choose a job. Choose a career. Choose a family. Choose a big fucking television, choose washing machines, cars, compact disk players and electrical tin openers...choose DIY and wondering who the fuck you are on a Sunday morning. Choose sitting on the couch, watching mind-numbing, spirit-crushing game shows, stuffing junk food into your mouth. Choose rotting away at the end of it all, pishing your last in a miserable home, nothing more than an embarassment to the selfish, fucked-up brats you spawned to replace yourself. Choose your future. Choose life. But why would I want to do a thing lke that? I chose not to choose life. I chose something else. And the reasons? There are no reasons. Who needs reasons when you've got heroin?"
Irvine Welsh
TRAINSPOTTING (1996)

"Heroin: imagine the best orgasm you have ever had and
multiply it by a thousand and you're still nowhere near it"

'Mark Renton' in TRAINSPOTTING

13 Comments:

Blogger S.L.B. said...

Se tens nostalgia do Benfica do Trap, então estás mesmo doente! :-) Ganhámos o campeonato com uma sorte descomunal e com a pontuação mais baixa de sempre. Jamais voltaremos a ganhar daquela maneira. Bastava o clube regional ter perdido "apenas" 21 em vez dos 24 (!) pontos que perdeu em casa para nós não sermos campeões.

Podemos não estar a jogar com todo o nosso potencial, mas as coisas já estiveram bem piores do que estão hoje. Take it easy!

3:30 AM  
Blogger Isso me envaidece... said...

É normal acontecer isso! Já viste muito, e parece que épocas em que Juve, Parma, Milan e Barça vinham à luz a querer empatar nunca mais se repetiram...
Agora é ir acompanhando o filho a ver se de um momento para o outro volta a ser o que viste nele, para já vai passando com muitos 10 e de x em qundo surge um15, mas os 18s a tirar para o vinte esquece, também não acredita que haja mais!

3:35 AM  
Anonymous Anonymous said...

Estas numa fase que todos passamos, penso que sera só uma fase que estejas a viver.
Também me sinto um drogado pelo Benfica e de vez em quando tambem sinto que por mais vitorias que possa ter o sentimento nao vai ser igual ao que tive noutros anos(talvez os primeiros em que sentia isto).
Mas penso que sera só uma fase que todos passamos, porque tu e eu sabemos e bem que nao podemos viver sem isto,estamos drogados e marcados para o resto da vida.
É uma coisa estranha mas nós fanaticos pelo Benfica conseguimos sentir antes que os outros o que se vai passar com o nosso Benfica.
Parece que conseguimos entrar naquele espirito antes de os resultados e as situacoes acontecerem.
Sim,depois do 2-0 sentei-me tranquilamente em casa porque sabia e tinha a certeza que iamos ganhar bem.
Assim como antes do jogo j tinha a certeza que iamos ganhar(nao porque confiasse nos jogadores,mas sim porque conheco o Benfica como ninguem, algo me tranquilizava naquele dia).

Secalhar pareco um maluco a falar, e secalhar sou mesmo um maluco...mas isto que disse é o que sinto e o que me vai na alma.

Orgulhosamente Benfica

4:52 AM  
Blogger mago said...

Compreendo perfeitamente o teu post. Às vezes imagino como seria o nosso Benfica ser campeão europeu - é complicado haver maior sensação que essa. Mas o que me faz pensar mais é imaginar como seria ganhar ao Estrela no ano seguinte. Ou ao Sporting. Ou ao Valência para a Champions. Ia ser sempre como se já tivesses tido o "fix" supremo e já nada te voltasse a saber da mesma maneira. E aí escolhia o quê?

4:52 AM  
Anonymous slbcasual said...

Pois eu parece q fiz o caminho inverso... nasci já em fase terminal (só as victórias sobre o sportem ou o "outro" é que me alegravam um pouco) e que após 20 anos(penúltimo campeonato) aprendi a viver.
Festejei apenas um campeonato (o último) pois os outros eram como q o curso natural da coisa...até aí nunca tinha chorado, nunca me emocionei, nunca...até que um dia vi a "luz" (havia quem lhe chama-se Artur Jorge) e ensinou-me o quanto eu amava o SLB.
Se pensares bem, essa fase por que estás a passar vai-te trazer algo de novo, de certeza!!!!

8:16 AM  
Anonymous funkinbastard said...

Isto tambem acontece comigo em relação ao Porto, mesmo ganhando os ultimo dois jogos não fiquei satisfeito, não percebo a utilização do meireles e do assunção ao mesmo tempo, e a equipa perde-se a espaços. Outra situação é a conquista da Champions, para mim depois de se passar o Manchester foi mais ou menos facil, já quando ganhamos a taça Uefa para mim foi indescritivel parecia outra vez um menino quando lhe dão o brinquedo que queria para o natal porque no ano da champions o Porto controlava o jogo como vi poucas equipas a fazer e marcava nas alturas certas, jogava um bom futebol, mas na uefa jogou o melhor futebol que ja vi numa equipa do Porto e aquela final foi uma coisa do outro mundo, pelo menos para mim.
Se curtes Irvine Welsh, se ainda não leste, lê o Cola(Glue), não sei se é quase auto-biografico mas tem muitas referências a jogos do Hibernians e do Hearts e a algumas transfertas a glasgow e a Inglaterra. Aprofunda muito mais o tema futebol que o Trainspoting.

2:50 PM  
Anonymous Busha said...

Porque sempre que vejo o Benfica. . . me parece perfeito ! Hoje e sempre Benfica . . Só um reparo, O NG é bom e não apenas por marcar dois na lixeira . . . é bom porque é um de nós ! Abraço !

7:05 PM  
Anonymous Sousa said...

Porquê quem ama o benfica é assim... Porque nós que amamos o Benfica somos assim...

(E concordo com o busha ao dizer que o NG é um de nós... Ele merece os meus aplausos nos jogos...)

2:57 AM  
Blogger Catarina said...

This comment has been removed by the author.

12:50 PM  
Blogger Adepto Fanático said...

Eu acho que é mais ao contrário... Se não fosse o Mourinho é que não festejavas mesmo népia...

4:59 AM  
Blogger Catarina said...

lol

1:41 PM  
Anonymous Anonymous said...

Pá tenho um vizinho meu que orienta cavalo a um bom preço a grama. Se quiseres também te arranjo limões, seringas e prata. Os carros já tens de ser tu a arrumar ;-)

Saraiva

2:44 PM  
Anonymous Anonymous said...

percebo bem o que escreveste e sou portista! tive em gelsenkirshen, e acreditem ou nao senti mais orgulho no porto de 87 que neste de 2004!osentimento foi diferente!o monaco nao é um bayern!! e prazer da-me ganhar a italianas!!! senti mais "orgasmos" no lazio-roma desta época, que tive o prazer de ver junto dos boys roma e apoiar a minha roma!!! la nostra bandiera FRANCESCO TOTTI po popopopopopo

santos marques

1:08 PM  

Post a Comment

<< Home